Archive of posts with category 'poesia'

Trechos - AntologIA poética poesia

Tudo que vê e que morreu É a minha imagem, a minha vida, a minha morte. Tudo que passou e que passou É a minha carne, a minha carne Que...

Trechos - AntologIA poética poesia

E agora a luz da lua É borrifada como um chuvisco De poeira doce, perfumada e brilhante Na noite solitária e sem estrelas. E as profundezas da floresta não têm...

Trechos - AntologIA poética poesia

Aquela era a canção de um pássaro, E o pássaro está morto; Mas a memória da música Mora comigo! Mora comigo, A memória do pássaro.

Trechos - AntologIA poética poesia

Pois, com certeza, o espírito é o mesmo; Mas o corpo, infelizmente, o mesmo! ALGUNS chamaram de “loucura”, E, talvez, possa ser assim; Mas acho que é uma “arte nobre”,...

Trechos - AntologIA poética poesia

Conhecer a si mesmo é o começo de toda sabedoria. É saber o que você quer, aonde quer ir, como chegar e com quem você quer ir. É sobre colocar...

Trechos - AntologIA poética poesia

O câncer da mocidade Deixa passar o leão Da manhã e Da tarde Da montanha Da tarde Da mocidade.

Trechos - AntologIA poética poesia

Uma cortina final caiu e tudo ficou quieto. Muito tempo depois, quando o rei estava morto, E a bela rainha estava velha e curvada e grisalha, Uma noite de inverno,...

Trechos - AntologIA poética poesia

Bares perfeitos que mantêm o céu no lugar. O que são eles agora? As palavras são uma espécie de canção, como aquele que estávamos ouvindo quando o homem que veio...

Trechos - AntologIA poética poesia

E meu coração estava cheio como a maré Que anseia no mar da maré primaveril. Pois, como um pássaro que no meio das folhas De uma floresta alta senta e...

Trechos - AntologIA poética poesia

Eu o vi, uma coisa de prata, Olhe para mim com seus olhos, E então se afaste; Eu vi ele dançando, eu vi ele cantando, Eu o vi toda a...

Trechos - AntologIA poética poesia

Deserto de culpa e o mar insondável Mas a luz suave e fraca O rosto e a figura de minha senhora foram retirados; Minha alma desmaiou de terror e eu...

Trechos - AntologIA poética poesia

Deserto de culpa E seu coração estava partido em sua mente, Que o homem tinha sido tão cruel com ele. Ele era um homem pobre e vivia com medo de...

Trechos - AntologIA poética poesia

A pergunta é boba, Mas eu me pergunto o que ele pensa, Porque ele disse isso e sorriu, Por Deus, estou feliz por estar morto! Mas ele disse tão levemente,...

Trechos - AntologIA poética poesia

Deserto de culpa Ela e seu amante, que amou por muito tempo, Foram deixados para morrer; e, antes de darem o último suspiro, A cruel Rainha do Pecado, cuja havia...

Trechos - AntologIA poética poesia

Deserto de culpa Não tinha ideia do que fazer, mas precisava sair dali. Comecei a dirigir para o sul de nossa casa. Eu estava em pânico, pois não tinha ideia...

Trechos - AntologIA poética poesia

Não sei o que é que está ouvindo. Seria como eu, fosse um carinho Eu me exalto sempre como eu sou feliz. Meu carinho é um carinho E eu sinto...

Trechos - AntologIA poética poesia

E mesmo com isso, hoje estamos todos do mesmo lado, E mesmo com os poetas imortais, e até mesmo com os deuses. Há um ano e meio, na casa do...

Trechos - AntologIA poética poesia

De noite, eu fiz um cigarro. Gosto muito de você! eu disse. Você também é tão pequena! Sei que você tem razão. Você tem razão, George? George se levantou e...

Trechos - AntologIA poética poesia

Aquele que se tem Não foi mais que o que um dia Aquele que vai fazer A um momento, na vida, eu sei Que não tem fim A um instante...

Trechos - AntologIA poética poesia

Os ossos que se esvaíam e que ao longe o fio enquanto a noite a boca e as lágrimas quebradas já se veem a mão que a borboleta e que...

Trechos - AntologIA poética poesia

Delicadamente, e com um sorriso, Ela se senta ao lado dele e sussurra Na orelha do homem silencioso, e ela se curva E olha em seu rosto, e o sorriso...

Trechos - AntologIA poética poesia

deserto de corpo, porém não sei qual é o corpo, não sei qual é o gesto, não sei qual é o tempo, não sei qual é o corpo. “Viver é...

Trechos - AntologIA poética poesia

Meu coração é como uma criança adormecida, E se deitará e descansará para sempre; Ele não tem pensamentos próprios, mas adora ouvir o som das ondas abaixo dele, e parecer...

Trechos - AntologIA poética poesia

O mar azul As ondas estão agitadas, E o vento está forte e forte; Mas o navio é forte e o piloto corajoso, E o timoneiro em silêncio e ainda...

Sem título 1 poesia

Xô pra lá Xô pra cáÉ disso que se trata

Trechos - AntologIA poética poesia

Aquele homem de dores, Aquele que carregou Nossas almas em seu seio, E deu ao homem o melhor. E ainda assim em todo o mundo não há música como a...

Trechos - AntologIA poética poesia

Que é o pórtico, que a razão é a vida? Foi também que, à noite, na sala, depois de me ver, no quarto triste, tão longe de fazer, que a...

Trechos - AntologIA poética poesia

Até na flor e esplendor da idade, Seu coração era como uma fonte, o tempo todo. E quando ele era um pouco mais velho, E poderia falar com os homens...

Trechos - AntologIA poética poesia

O mar azul, as nuvens brancas, as estrelas brilhantes, Os gritos dos marinheiros, o lento giro longo dos navios, O trovão distante, e o estrondo do grito de guerra -...

Trechos - AntologIA poética poesia

Eu sei, eu sei! Você está falando comigo Como um amigo Que está sempre por perto E é mais frequentemente Meu amigo do que meu amor. Eu sei, eu sei!...

Trechos - AntologIA poética poesia

A garça real Eu estava lendo sobre a vida da garça quando, de repente, vi você esperando com sua garça-real branca na beira da estrada em um pequeno pedaço de...

Trechos - AntologIA poética poesia

É uma abjeção, uma morte, Quando se trata do homem que procura Para o certo e não o busca. O homem que não é o que parece, E quem iria...

Trechos - AntologIA poética poesia

O fato é que não posso dizer O que farei quando você se for E todos os meus livros estão empilhados Em algum canto esquecido. Mas eu sei que não...

Trechos - AntologIA poética poesia

É o filho de uma querida mãe, É o filho de uma dama tão bela, Que, em seu coração, uma mãe amamentou, E de cujo seio inocente absorveu todo o...

Trechos - AntologIA poética poesia

Oração pelos mortos Eu sinto muito pelos mortos de sua geração Eu não quero dizer os mortos desta época Quero dizer os mortos de todos os tempos. O solo em...

Trechos - AntologIA poética poesia

Os ramos do bosque estavam vermelhos de maçãs; As prímulas nascentes eram douradas, as folhas verdes; Do asfódelo de folhas largas, Das violetas baixas, Os enxames vieram cantando para a...

Trechos - AntologIA poética poesia

O mar azul e os campos verdes E as velas brancas que ondulam como pétalas. E a cotovia e abelhas que cantam No pomar e nas sequoias Estão ligando e...

Trechos - AntologIA poética poesia

O mordido pelo mar e o cansado encontrarão finalmente um lar, E amargas preocupações e tristes multidões ficarão na sombra. A voz das águas e a brisa Que agitam a...

Trechos - AntologIA poética poesia

Receba-me, como recebi Minha irmã há muito perdida - do teu peito, a irmã do Meu coração - receba-me! Eu encontrei o cabelo do meu verdadeiro amor Escondido nas flores,...

Trechos - AntologIA poética poesia

E quando eu não estou aqui, As canções são cantadas, as canções são cantadas. Com a primeira luz do amanhecer, bebi a taça do sono, E eis! meu coração subiu...

Trechos - AntologIA poética poesia

Toda a vergonha do mundo não pode ver a grande alegria do mundo. Há alegria na mão que trabalha, Há alegria na lágrima, Há alegria na flor, soprando, Há alegria...

Trechos - AntologIA poética poesia

Ao som da música da harpa, Sua língua gentil profere palavras, E ele sorri enquanto respira, Seu sorriso é como uma flor. A harpa se move, a dança começa, E...

Trechos - AntologIA poética poesia

Nossos olhos, nossas mãos, nossos pés, nosso coração, Nossa alma, e toda a riqueza de todos os nossos sentidos. E vocês, meus amigos, Meus amigos, que me conhecem por minha...

Trechos - AntologIA poética poesia

E, ao passar pelo verde, Ganhou do passado um novo deleite. Foi como um sonho, a visão lá De alguém que até o fim fugiu, E agora no crepúsculo está...

Trechos - AntologIA poética poesia

Minha mão está em teu peito, Meus beijos estão em teus lábios, Meu coração está em tuas mãos. Não há donzela na terra tão bela, Mas vou amá-la mais do...

Trechos - AntologIA poética poesia

E trovões do vento, que quebram e rasgam, Como meu coração me faz. Eu acredito que existe um Deus, que Ele é bom e gentil; que Ele não levaria dor...

Trechos - AntologIA poética poesia

E se eles não quisessem, não esqueceriam de sê-los. O calor é uma espécie de queima no corpo, como o membro que foi amputado. Não há dor, mas o corpo...

Trechos - AntologIA poética poesia

O espelho quebrou E ela viu o rosto de seu amante Sentado no banco, Com os pés cruzados sobre um livro E sua cabeça se voltou para a parede. Ela...

Trechos - AntologIA poética poesia

O espelho quebrou e a lua branca e pálida se ergueu no espaço de uma fração de segundo. Tudo que eu pude fazer foi assistir e esperar.

Trechos - AntologIA poética poesia

O espelho quebrou E o rosto que parecia dele Não era um rosto, mas um livro. Quando ele voltou do deserto, trouxe o livro consigo E leu nele Contos que...

Trechos - AntologIA poética poesia

Foi uma linda noite, as estrelas brilharam mais intensamente, a brisa soprou suavemente, passando pelos carvalhos silenciosos na clareira silenciosa, e na água, a preguiçosa prata da lua subia e...

Trechos - AntologIA poética poesia

Todo o mundo é um mercado. Somos todos muito frágeis para ser Os mestres de nosso destino, E o mundo, o mundo é vasto E um vasto mercado que teremos...

Trechos - AntologIA poética poesia

Cigarras ao entardecer Elas vão assim. Elas têm agido assim o dia todo. Elas foram embora ao anoitecer. Elas são poucas. As cigarras foram embora. O dia acabou. O dia...

Trechos - AntologIA poética poesia

Não o encontrei, mas na cidade ainda estava, E eu encontrei minha mãe. Ela estava morta. O vento soprava frio e a chuva caía Em torrentes pesadas; a tempestade sacudiu...

Trechos - AntologIA poética poesia

Teus lábios, doces lábios, são abençoados em tua face. No entanto, quando meu amor, meu verdadeiro amor, não vier, Oh, ai de mim! Eu lamento sozinho em vão, Por dias...

Trechos - AntologIA poética poesia

Até que o fogo da morte fez a terra queimar e arder, como se em cólera fosse ser dividida. Mas quando a tempestade e o vento se enfureceram e rugiram...

Trechos - AntologIA poética poesia

O descendente Ossa defendendo o Monte Ossa A fênix está morrendo. Sempre morreu, mas só agora está morrendo por causa da poluição de nossa atmosfera. Nenhuma fênix pode sobreviver, como...

Trechos - AntologIA poética poesia

Preenchido com o sol, o vento e a chuva Oh, eles nos deixaram muito cedo. Eu tinha assistido O dia, e me pareceu que o destino Colocou em minhas mãos...

Impressão poesia

Como um raio Ela vem E você tem que capturar Mesmo que fuja Nos dedos

Trechos - AntologIA poética poesia

A bandeira da liberdade A liberdade de uma nação é encontrada Não nas barreiras erguidas Pela força, mas no coração Que o grande propósito do homem mantém Para todos os...

Lua poesia

Quando as nuvens passam - queridas nuvens - no vértice da boca dela, nada podemos dizer, a não ser contemplar, boquiaberto, o vermelho circular, junto ao cinza que perfaz o...

Trechos - AntologIA poética poesia

De um lugar É o jeito de todas as coisas Que outra coisa deveria ser Mais do mesmo e menos. Os anos estão vazios, vazios, Mas adoro olhar Nas janelas...

Trechos - AntologIA poética poesia

A grande Armada havia chegado Para tirar dele a Coroa. Eles viram as torres da cidade, As luzes douradas, as luzes prateadas, As luzes âmbar, As estrelas nas torres da...

Trechos - AntologIA poética poesia

O segredo da vida é viver o melhor que puder e ser feliz com o que você tem. Desejo-lhe alegria e paz e a vida mais simples e o tipo...

Trechos - AntologIA poética poesia

O segredo da vida está em sua morte; Nós somos o que fazemos; e o que fazemos é o que somos, ação em ação. O segredo da vida está em...

Anadenanthera poesia

Colubrina Pelegrina Macrocarpa Falcata

Trechos - AntologIA poética poesia

O segredo da vida está no sangue, mas, ai de mim! Eu não posso viver sozinho. Não, não, não posso me entregar a Deus E viver para sempre pelo poder...

Trechos - AntologIA poética poesia

O segredo da vida é a busca pelo momento de união entre o espírito e a matéria, de modo que o espírito se torna uma parte da máquina, uma parte...

Trechos - AntologIA poética poesia

Eu não digo, Não precisamos da arte de um poeta, Não precisamos da profecia de um profeta, Para nos dizer por que nossos rios borbulham vermelho, Por que nossas florestas...

Trechos - AntologIA poética poesia

O segredo da vida está no ritmo do universo. Não é um mistério. Não é um mistério para mim. É a natureza do universo. É a beleza do universo. É...

Trechos - AntologIA poética poesia

A tua alma escondia Como as suas raízes de ouro e puros. Ao alto escondido, ao diferente, Se passa ao mar em todas as cores. Na grande intuição que as...

Trechos - AntologIA poética poesia

Dorme o sol. O mundo excede a morte. O homem passou a passo. O exercício continua em minh’alma. Pela rua e pela rosa Dei um beijo que apanhava O filho...

Trechos - AntologIA poética poesia

A LABELO DE FALA Pensar em teu corpo é de alvor. Tua voz que é de vós e de alvor Quando tem seu pensamento Repousando sempre com essa voz; Pensar...

Veredas poesia

Essas veredas Minhas Veredas Do mundoVeredas

O beijo poesia

O início é tímido, naqueles gemidos sinceros e limpos suspiros ardentes tão pouco agruras.

Alegoria dadá - 1 poesia

História, memória Pessoas não ficam aqui N se sentem valorizadas na área. Caso contrário ficariam.

Onda poesia

O melhor lugar pra se desintoxicar é o bar! Porque lá me ocorre sempre papos pra lá e pra cá e mesmo me intoxicando com outros mais sempre será o...

P asterisco poesia

Poesia, pedra, prosa por vir, poemas pedindo por promessas, prefiro ‘im’pedir pretéritos perfeitos– exceto preposições –por pouco, que possampertencer, perecer ou parecer, portanto ao porvir político, proselitista prolixo paupérrimo ‘im’preciso,...

Um poema temporal poesia

Nesta noite, noite nua Espero trufas sertanejas Mas não lamúrias De algo que já foi.

Quererio poesia

E se é porque não falei dos meu locais. Esses ditos locais.

A minha primeira poesia

Pare, não me deixe assim. Beijar também é um dos meus lugares mais vulneráveis, para que você possa ser feliz.

Uma poesia à morte poesia

Desprende de mim, tua vontade insana de consumo. Não veja o tempo passar para não atrapalhar. Não peço que veja tudo ao meu redor, somente que veja. Veja os olhos...

Dias antes poesia

Um dia frio, Uma manhã amiga. Calos da vida, Jorram em vc.

Daqui vejo poesia

As ultimas notícias. Vejo daqui o corriqueiro do momento próspero que o rapaz canta.

Lute poesia

Lute Aquilo que sempre será

Revoltas e contratempos poesia

Nem sei o que dizer. Talvez nem diga nada que não sei, justamente pra não atrapalhar a forma de se expressar.

Walter poesia

Ele, esse cara. Que do nada Vai, e me olha. Pela porta da frente De trás.

Futuros quereres poesia

Aqui é quase um teste, Praquilo que penso tanto, Quando algo estiver completo Em breve.

Eu amo meu cavalo poesia

O fato está dado. A imensidão que é, Essa negociação, De mundos diversos.

Sobre Luz poesia

A luz é intrigante e, mesmo sabendo que não se pode compará-la, no âmbito físico-químico, a gente percebe o quanto pode dar certo em diversas ocasiões. E sim isso é...

Compartilhar poesia

Afetos perdidos Zumbidos no ar Diante de si Talvez não terá

Cachos monocromáticos poesia

Era inverno no nordeste e, como sabem, é uma das etapas inconsistentes que acompanham o nome, já que os conceitos sobre o clima são diretamente ligados à geografia norte-sul do...

A natureza que une poesia

Engraçado o que vou lhes dizer, pois é um caso, história verídica, que ocorreu há pouco, nos sertões de dentro do Piauí.

Balaios poesia

Em bares, noites, sonhos pisados, massacrados, com eternos debates.

O lofi é lindo poesia

Sabe aquela nice que te dá, quando tu ouve algo, e depois não pára mais, de tão ímpeto que és? Quando vem aquela epifania.

Olhar pros três poesia

O de cabelo branco, vejo ele. E sinto que, Nao sei falar, So digo que sim.

Nada a falar. Tudo a dizer poesia

Isso deveria ser escrito. So pra deixar claro. Mas certamente, me sinto inconsolado. De fato.

Pra lá e pra cá poesia

Quando falo e penso, examino o mundo ao redor. Mas sempre querendo o local, o agora.

Precisar de chão poesia

O chão é que é chão. Mas o futuro me enganou. Porque nesse presente, imaginava o que não tinha.

Roda viva poesia

Aqui estou, mais um dia. Nas águas correntes, da vida viva. As vezes me esqueço da rotina. Que os ventos trazem, na maioria.

Cabra bode poesia

Cabra Bode valente, Homem do sertão, Embaixo de um pé de jurema, Descansa um vaqueirão.

A carona poesia

– Rapaz, me deixe, ômi! Não fale mais nada que não quero saber disso. Parece que anda abirobado, rapaz!

As panelas poesia

Quem vos fala sabe e lembra, como se fosse hoje, a tentação q foi aquele dia. A pela enrijece só de imaginar a dita cena, passada na dita data…

Poema de quarentena poesia

Essa dúvida que me assola, nestas noites sombrias. Diga logo o que vai fazer, exceto quando não disser nada.

Um relapso ar puro poesia

Na verdade eu sei porque eu me sinto assim, como se estivesse lá, no meio do mato, naquele vento.

Meu pequeno xote poesia

Não faço para crer, não digo para me sentir. É certo que a boca fala o que não quero ver, mas enfia goela a dentro os devaneios alheios.

Tempos loucos poesia

Já existiam os dias E também as noites, Loucas, mas sim, Existiam.

Ondas poesia

Olhe a onda do mar, Distante como prosa na avenida, Aberta como jás aquela querida, Fina, Calma, Justa, Menina.

Aqui vai outra poesia

Texto vazio, Onde nada é eterno, Mas volátil. Aproveite o ócio, O nada, A água turva, Que clareia a multidão, Que o vê sorrindo. E triste.

Boi antigo, novos corpos poesia

Isto posto, aquelas velhas cenas. Rogai novos corpos, graças a Deus. Bendito seja vosso santo, Deus vos guarde. Como vai a obrigação?

Dos passados recentes poesia

Liberte-me, ó pai Por favor Pare-me esse santo Para-me tudo

Um eu lírico inconformado poesia

Vivo juntando dinheiro para ter uma casa na praia, galinhas, pimentões e tomates.

Em épocas temporárias os segredos se despertam poesia

Essas coisas temporárias, coisas minhas, suas, coisas do mundo.

A estrada da vida poesia

A laranja lá do meu pé é laranja de sabedoria, é mais vida que muitas vidas, mais essência que decência.

O primeiro e último dia poesia

Na ida, era manhã. Aquele sol amarelo falante — uma mistura de brilho, calor e ousadia para quem acorda pra batalha diária. Os passos eram rápidos, ágeis como um adolescente...

Catombo poesia

4 horas, abri o zói e levantei.

Gente grande poesia

Sentado aqui espero Junto à certezas simuladas A verdade de querer mudanças Mundanas cobranças.

Andando na chuva poesia

Na velocidade do dia-a-dia, O céu neblina, o sol entristece, chora e se apaga. A chuva cai insana. A fumaça sobe. As lágrimas permeiam o inferno cinza e, ensaiando defesas,...

No início e nós poesia

Jogue a chave fora, jogue mais.E não sabia que poderíamos estar assim, tão pertinho.

Véspera poesia

Em pé nesse caminho Me vejo insano e faminto O grito da catraca me atraca A ter vontade de esperar.

Hospedeira poesia

Um dia triste Uma noite fria Um chão vazio Uma janela amiga.

Quando o WhatsApp acabou poesia

De manhã cedo, acordei… Peguei no celular, nenhuma notificação. Verifiquei o link de internet acessando um site qualquer. Estava beleza. O mito então era mesmo verdadeiro. Liguei pra um amigo,...

Primo poesia

Aqui estou, mais um dia, mano. O olhar me fala cansado, Que nessa noite tem dormida.